Imprimir esta página

Profissionais de saúde têm acesso gratuito a dados científicos

Profissionais de saúde têm acesso gratuito a dados científicos

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, foi o primeiro profissional de saúde brasileiro a testar o acesso ao portal “Saúde Baseada em Evidências”. O teste aconteceu durante o lançamento do projeto, em uma cerimônia na terça-feira (29/5) no auditório da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/OMS), em Brasília.

 

O acesso ao novo portal é gratuito e aberto a 1,8 milhão de profissionais de saúde que atuam no país, nas redes pública e privada, de quinze diferentes formações, entre elas os habilitados para exercer a Medicina, o Serviço Social e a Educação Física.

 

O portal foi desenvolvido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Saúde, responsável por empregar recursos da ordem de R$ 10 milhões na ferramenta.

 

Para utilizar o portal, o médico Alexandre Padilha informou o número do seu registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) do Pará, ao qual está vinculado, e criou uma senha pessoal. O ministro selecionou o tema Dengue para ser pesquisado.

 

“Antes se combatia Dengue caçando o mosquito. Hoje se faz isso com conhecimento”, comentou Padilha. “Reduzimos os óbitos por dengue em 80% na comparação entre 2011 e o mesmo período deste ano”.

O portal engloba sete diferentes bases de dados científicos, entre estas a Micromedex, com informações que podem, por exemplo, embasar as equipes que atendem as primeiras 72 horas de uma emergência médica.

Entre as sete bases de dados oferecidas no portal, a pesquisa neste ambiente permite também o acesso ao Rebrats, um agrupamento de estudos nacionais sobre Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS).

Participando da cerimônia, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, disse que o portal representa um aporte de conhecimento e tecnologia ao atendimento prestado pelos profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) e das redes privadas, em todos os municípios brasileiros.

Portal: http://periodicos.saude.gov.br